Tecnologia e Manejo

16/11

O processamento de imagens de cobertura do solo vai ganhar uma nova metodologia para an√°lise

O processamento de imagens de cobertura do solo vai ganhar uma nova metodologia para an√°lise

 

O processamento de imagens de cobertura do solo vai ganhar uma nova metodologia para análise, mais rápida, precisa e automatizada com um estudo que está em fase final de conclusão. As imagens, geralmente obtidas por meio de satélites, contarão com o emprego de drones na aplicação da técnica.

Conduzido pelo aluno de mestrado João Paulo Herrera do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP São Carlos, o trabalho será apresentado pelo pesquisador Lúcio André de Castro Jorge – orientador da pesquisa - na 7ª edição do ForestSAT, em Santiago, no Chile.

O evento, organizado pelo Centro de Estudos em Recursos Naturais (OTERRA)  e Faculdade de Agricultura Florestal da Universidade Mayor, que sedia o congresso, será realizado de 14 a 18 de novembro. Castro Jorge é membro do comitê científico e  será o coordenador de uma sessão sobre mapeamento e inventário florestal no dia 16.

De acordo com o pesquisador, o método tem se mostrado promissor no processamento das imagens de cobertura do solo, por trabalhar com micro e macro texturas ao mesmo tempo, enquanto os processos tradicionais só utilizam uma de cada vez e são analisadas de forma manual. "A nova metodologia identifica arranjos, revela os padrões de textura da imagem", explica.

Em estudos sobre a recomposição de florestas, o pesquisador afirma que a metodologia poderá apontar se a vegetação que está sendo recuperada é a mesma da mata nativa. "Muitas vezes, não se recompõe com a mesma floresta", diz.

Marketplace
O pesquisador brasileiro vai aproveitar a oportunidade para uma reunião com o pesquisador Juan Velozo, coordenador no Chile, do projeto "Marketplace,  desenvolvimento de um sistema de monitoramento dos índices de estresse hídrico e vigor das plantas". O sistema é para a gestão das culturas de frutas na região central daquele país, por imagens térmicas e multiespectrais obtidas com veículos aéreos não tripulados (VANTs ), aprovado e em fase inicial de execução.

Para o chefe-geral da Embrapa Instrumentação, João de Mendonça Naime, os resultados esperados desta parceria contribuirão também com o Portfólio de Automação da Embrapa  - Rede de Agricultura de Precisão, fase III - ambos em alinhamento com o Plano Diretor da Unidade e com o Plano Diretor da Embrapa. "A participação neste evento contribuirá com resultados na ampliação do conhecimento na área de sensoriamento remoto, com o intercâmbio de pesquisas internacionais e ampliação das parcerias da Embrapa, consolidando a posição científica internacional da Empresa, bem como com o estabelecimento de novos acordos", afirma.

Parceria
Lúcio André de Castro Jorge é docente do curso de pós-graduação, nível Mestrado, da Universidade Mayor desde 2012.

O curso é decorrente de parceria já estabelecida desde 2006, quando o pesquisador participou de um projeto de inovação na área de sensoriamento remoto, financiado pela Corporação de Desenvolvimento da Produção (CORFO), instituição de fomento daquele país e pelo governo chileno.

Segundo Castro Jorge, a parceria resultou na  aquisição do primeiro sensor hiperespectral aerotransportado do Chile e na criação de um serviço no  Centro de Estudos de Recursos Naturais (OTERRA) junto a Universidade Mayor do Chile. A instituição vem prestando serviços de pesquisa e monitoramento hiperespectral nas regiões vinícolas e em produções de frutas do Chile, bem como em áreas da empresa ARAUCO, papel e celulose. "Nossa participação neste projeto foi pioneiro em aplicações de imagens hiperespectrais na agricultura", afirma o pesquisador.

Evento
O ForestSAT está sendo realizado pela primeira vez na América Latina. As edições anteriores ocorreram na Escócia, Suécia, França, Espanha, Estados Unidos e Itália. O congresso tem o objetivo de divulgar os avanços mais recentes do conhecimento no domínio do sensoriamento remoto e geomática em aplicações florestais. A geomática é uma área que integra todos os meios utilizados para a aquisição e gerenciamento de dados espaciais.

 

Joana Silva (Mtb 19554) 
Embrapa Instrumentação 
 
Telefone: (16) 2107-2901

 

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)

www.embrapa.br/fale-conosco/sac/



Publicidade