Tecnologia e Manejo

21/03

Raça Sindi

Raça Sindi

 

CARACTERISTICAS DA RAÇA SINDI

Os animais da raça Sindi são em geral pequenos, de bela aparência, adequados para regiões de poucos recursos alimentares, onde seria difícil a manutenção de animais de grande porte.

A cabeça é pequena e bem proporcionada, de perfil convexo, as vezes com protuberância que parece resultante de infusão de sangue Gir. Os chifres são grossos na base crescem para os lados, encurvando-se para cima. As orelhas tem tamanho médio e são caídas, com 25 a 30 centímetros de comprimento e 15 de largura; Adaptam-se facilmente a diferentes condições de clima e solo. São compactos, tendo os quartos traseiros arredondados e caídos.

O pescoço é curto e forte, mas delicado nas fêmeas; barbela de tamanho médio, mas desenvolvida, no macho, que tem a bainha pendulosa. O cupim é médio e pequeno nas fêmeas e relativamente grande nos machos, apresentando-se firme e bem colocado sobre a cernelha.

A pelagem é vermelha, variando do mais escuro ao amarelo-alaranjado; observam-se, às vezes, pintas brancas na barbela, na testa e no ventre, mas não tem manchas grandes. Os touros têm as espáduas e coxas em tonalidades mais escuras. Ao redor do focinho, no úbere, no períneo, e ao redor das quartelas a pelagem apresenta tonalidades mais claras.

Nesta raça o branco é recessivo, aparecendo ocasionalmente, mesmo nos rebanhos puros, mas não é apreciado. A pele, levemente solta, é recoberta de pelos finos, macios e luzidios, a pigmentação da pele e das mucosas é escura. As unhas são fortes, compactas e de cor escura. A cauda é fina, longa, terminada por vassoura abundante, de cor escura ou negra.

O tronco é profundo, compacto, porem longo e tendendo para o cilíndrico; linha dorso-lombar reta e quase horizontal; dorso e lombo bem musculados, garupa arredondada, mas inclinada. O úbere é volumoso, com tendência e se tornar pendente; tetos muitas vezes grossos.

Os membros são curtos, finos, de ossatura delicada, bem feitos e corretamente aprumados; as articulações são pouco volumosas.

Qualidades

– As qualidades da raça referem-se à constituição própria dos animais dentro do grupo racial e às propriedades que se derivam das condições ambientais da região de origem. Os animais da raça Sindi são em geral pequenos, de bela aparência, adequados para regiões de poucos recursos alimentares, onde seria difícil a manutenção de animais de grande porte, adaptando-se facilmente a diferentes condições de clima e solo. A prolificidade é outra característica marcante dessa raça.

Descrição

– O gado Sindi possui pelagem avermelhada, variando do mais escuro ao amarelo-alaranjado, observando-se, ás vezes, pintas brancas na barbela, na testa e no ventre, porém sem manchas grandes.

Desempenho

– Em controle leiteiro realizado pelo criador Manoelito Andrade, de Taperoá-PB, foram obtidas médias de 2.560 – 3.600 kg em períodos de lactação de 305 dias, com recordes acima de 4.000 kg e teor de gordura perto de 5,0%. 

Quanto aos seus pesos, as vacas pesam de 350 – 450 kg e os machos entre 500 – 600 Kg.

A Embrapa Semiárido vem realizando estudos de adaptabilidade e desempenho da raça e os resultados preliminares, já demonstram o alto potencial do SINDI, para nossa região semi-árida.

Fonte: e-mail: sac@cpatsa.embrapa.br



Publicidade