Tecnologia e Manejo

25/01

Curraleiro Pé Duro: Alta capacidade de produção de carne de qualidade

Curraleiro Pé Duro: Alta capacidade de produção de carne de qualidade

 

A Alta Brasil em parceria com a Embrapa Meio Norte está promovendo um trabalho para assegurar e multiplicar o número de animais da raça Curraleiro Pé Duro, visto que essa compõe o cenário histórico e cultural do país com mais de 500 anos de sobrevivência no sertão e cerrado do país. Para isso trouxemos para coleta de sêmen na Central, Mussum da Aurora e Duende da Aurora dois grandes representantes da raça.

Dessa forma, sua seleção foi direcionada para extrema adaptação, possuindo como característica impar resistência a algumas plantas tóxicas do cerrado que outras raças não possuem o que reafirma sua rusticidade e alta adaptação.

A raça taurina adaptada que deu origem ao Curraleiro é oriunda da Europa da região da Península Ibérica, de onde vieram também diversas outras raças adaptadas, como é o caso do Caracu, do Pantaneiro, do Crioulo Lageano, dentre outras.

Por vários anos o Curraleiro Pé Duro foi utilizado maçantemente para tração e para fornecimento de alimento, mas que, com a entrada do Zebu no Brasil no final do século XIX, a raça acabou caindo em desuso por grande parte dos produtores da região, sendo substituído pelos zebuínos em virtude do seu porte mais elevado, ocorrendo, assim, a absorção das raças locais através de cruzamentos, causando praticamente a extinção das raças como o Curraleiro e diversas outras locais.

No ano de 2012 a raça Curraleiro Pé Duro foi reconhecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e caracterizadas como uma raça de dupla aptidão, produzindo leite e carne de alta qualidade.

Além de ser reconhecida pelo MAPA, possui também uma associação que nasceu da Associação dos Criadores Piauienses (ACP) pelo fato de congregar grande parte dos criadores dessa raça, se tornando, então, Associação Brasileira de Criadores de Bovinos Curraleiros Pé Duro (ABCPD), a qual hoje tem se empenhado em promover a conservação dessa raça histórica.

Sem dúvida alguma é uma excelente opção de taurino adaptado para quem deseja promover a conservação e perpetuação da raça, além de ser uma ótima opção para quem deseja fazer cruzamento industrial.

Assim, com o intuito de valorização e promoção da raça, pesquisadores da Embrapa e de outras instituições como a Associação estão fomentando a utilização desses animais que, além de compor o cenário histórico do Brasil, possuem alta capacidade de produção de carne de qualidade.

 

Alta Brasil 



Publicidade