Tecnologia e Manejo

22/11

Portal da Arysta auxilia no manejo do campim-amargoso

Portal da Arysta auxilia no manejo do campim-amargoso

 

Um dos principais problemas enfrentados pelos agricultores é o capim-amargoso. Para auxiliar o agricultor a vencer esse inimigo da produção, a Arysta LifeScience reuniu um diversificado e importante conteúdo técnico no portal www.manejoderesistencia.com.br  para auxiliar os agricultores a obter melhores resultados produtivos a partir do correto manejo das plantas daninhas resistentes. “Nosso principal objetivo é informar corretamente os produtores e nossos parceiros comerciais sobre o uso correto de herbicidas e, assim, proporcionar o eficiente controle das plantas daninhas”, explica Ricardo Dias, gerente de produtos e mercados centro-sul da Arysta LifeScience.

 

O capim-amargoso é uma gramínea perene altamente adaptável a diferentes ambientes agrícolas, com presença bastante diversificada, destacando Paraná, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. Trata-se de uma planta de fácil dispersão, uma vez que suas sementes são pequenas e carregadas pelo vento ou por máquinas agrícolas. Com rápido crescimento, o capim-amargoso  produz até 100 mil sementes nos períodos mais quentes. Quando há altas infestações, até 60% da produção agrícola podem ficar comprometidos. “O controle desse inimigo natural da agricultura é complexo e exige a adoção de diferentes estratégias, sejam químicas ou não. As plantas devem ser controladas na dessecação e na fase de pós-emergência, o capim-amargoso é mais sensível ao agroquímico até os 40 dias de desenvolvimento, quando, normalmente, tem cerca de três a quatro perfilhos’’, informa Ricardo Dias.

 

De acordo com o especialista da Arysta, a resistência de plantas daninhas é um dos principais desafios da agricultura global e precisa ser encarada com responsabilidade. “As consequências aos produtores e às lavoura são graves quando o problema não é tratado da forma correta. Essa relevância das plantas daninhas levou a Arysta a criar uma ferramenta para ajudar o agricultor. No portal www.manejoderesistencia.com.br , explicamos o que leva uma planta daninha a ser resistente, como esse problema surgiu, a importância do manejo e a melhor maneira de fazê-lo’’, detalha o gerente de produtos e mercados centro-sul da Arysta LifeScience.

 

Arysta LifeScience é uma empresa do mercado de graminicidas no Brasil com mais de 50% da área com problema de soja tratada com os produtos Select 240, Select One Pack e Panther. Para garantir ainda mais benefícios e praticidade aoagricultor, a Arysta investiu em uma nova formulação com óleo e lançou no ano passado o Select One Pack. Com a mudança na formulação, também há menor descarte da embalagem, sendo uma das preocupações da empresa contribuir com o meio ambiente. O produto traz a concentração correta do óleo junto a Clethodim, proporcionando a melhor eficiência, além da facilidade no preparo da calda. “Entre os métodos de controle de plantas daninhas disponíveis atualmente, o controle químico por meio de herbicidas, como Select One Pack , é o mais utilizado conclui Ricardo Dias.

 

Para mais informações, acesse www.manejoderesistencia.com.br .



Publicidade