Tecnologia e Manejo

01/08

Monsanto lança tecnologia VT PRO 3™ RIB contra Diabrotica speciosa (larva alfinete) na cultura do milho

Monsanto lança tecnologia VT PRO 3™ RIB contra Diabrotica speciosa (larva alfinete) na cultura do milho

 

Tecnologia pioneira no Brasil no combate à praga de raiz reúne ainda solução inédita de refúgio completo na sacaria (RIB Completo), aliando aumento de produtividade, economia de tempo e segurança de manejo nas lavouras

São Paulo, 30 de julho de 2013 - A Monsanto lança na próxima safra (2013/2014) para as áreas de verão do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e sul de São Paulo a tecnologia VT PRO 3 RIB, a primeira voltada à proteção da raiz do milho contra Diabrotica speciosa (larva alfinete) e também contra as principais pragas aéreas que atacam as folhas, colmo e espiga da cultura (lagarta do cartucho, broca do colmo, lagarta da espiga e lagarta elasmo). Além disso, VT PRO 3 RIB oferecerá a característica de tolerância ao herbicida glifosato, possibilitando um manejo eficiente das plantas daninhas, e será comercializada com a solução inédita no Brasil de refúgio RIB Completo na própria sacaria.

A tecnologia VT PRO 3 RIB apresenta duas proteínas Bts para o controle das principais lagartas da parte aérea do milho e uma proteína Bt específica contra a larva alfinete. Esta última é uma praga que fica escondida no solo e se alimenta das raízes do milho, diminuindo a capacidade de absorção de água e nutrientes e reduzindo o potencial produtivo da lavoura de milho. “Por contar com modos diferentes de ação de proteínas Bts, a tecnologia reduz a possibilidade de pragas alvo desenvolverem resistência e, aliada ao RIB Completo, torna o plantio de refúgio automático e mais eficiente nas lavouras. As sementes Bt e as não Bt (refúgio) estarão misturadas em uma única sacaria, oferecendo mais praticidade e proteção para as lavouras de milho”, explica Márcio Santos, diretor de Estratégia e Gerenciamento de Produto da Monsanto.

Pesquisa realizada na safra 2012/2013 mostrou que a perda de produtividade provocada pelo ataque da larva alfinete pode chegar a 20%. Presente na cultura do milho, principalmente na região Sul do país, devido ao clima favorável, às condições de solo e ao plantio de culturas de inverno, essa praga ataca a raiz ainda em fase de desenvolvimento e impede a absorção e o transporte de água e nutrientes para a planta. “Por ser uma praga que se esconde no solo e ataca as raízes, os sintomas não são visuais e por isso podem ser confundidos com outros tipos de praga”, diz Leonardo Bastos, diretor de Marketing da Monsanto.

As vantagens do refúgio na sacaria (RIB)

Solução desenvolvida por mais de 10 anos por profissionais da Monsanto, o RIB Completo simplifica a realização do refúgio, proporcionando aos agricultores muito mais praticidade no manejo de pragas das lavouras de milho ao proporcionar, na mesma sacaria, as sementes da tecnologia resistente a insetos (Bt) com as sementes do refúgio (não Bt). “O refúgio representa o principal componente do Manejo de Resistência de Insetos (MRI) do milho Bt, pois proporciona a manutenção de uma população de pragas alvo da tecnologia Bt sem exposição à essa proteína. Com o RIB completo, o cálculo manual e a separação da área para o refúgio são dispensáveis”, explica Hugo Borsari, gerente de Estratégia e Gerenciamento de Milho da Monsanto.

"Para muitos agricultores, hoje, o plantio em conformidade com o Manejo de Resistência de Insetos (IRM) - ou requisitos de refúgio - pode ser considerado uma tarefa complexa, porém necessária. A tecnologia RIB Completo é garantia de economia de tempo e mão de obra, protegendo a tecnologia e a lavoura", afirma César Barros, gerente de Marketing de Milho da Monsanto.

Sobre a Monsanto

Presente há 50 anos no Brasil, a Monsanto é uma empresa dedicada à agricultura e referência em inovação tecnológica. Pioneira no desenvolvimento de herbicidas, sementes convencionais e geneticamente modificadas, a Monsanto busca soluções sustentáveis que proporcionem aos agricultores produzir mais, conservar mais e melhorar vidas. Para isso, investe anualmente mais de US$ 1 bilhão em pesquisa e novos produtos, além de compartilhar seu conhecimento com produtores para ampliar o seu acesso a modernas tecnologias agrícolas. Desde que chegou ao país, em 1963, a Monsanto cresceu em estrutura e no desenvolvimento de soluções para o campo, o que faz da unidade brasileira a segunda maior e mais importante da companhia em todo o mundo. Cerca de 2.500 funcionários trabalham nas fábricas, unidades e escritórios distribuídos pelo Brasil.

A Monsanto faturou R$ 3,4 bilhões no Brasil em 2012 produzindo e comercializando a linha de herbicidas Roundup, sementes de soja convencional (Monsoy) e geneticamente modificada (tecnologia Roundup Ready®), sementes convencionais e geneticamente modificadas de milho (Agroeste, Sementes Agroceres e Dekalb), sementes de sorgo, algodão (Deltapine) e, ainda, sementes de hortaliças (Seminis). Em novembro de 2008, passou a atuar no mercado de cana-de-açúcar com a marca CanaVialis.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Monsanto



Publicidade