Tecnologia e Manejo

26/11

Livro eletrônico foi lançado em reunião de classificação de solos

Livro eletrônico foi lançado em reunião de classificação de solos

 

Em outubro, o Maranhão recebeu a XIII Reunião de Classificação e Correlação de Solos (RCC). O encontro é um importante e tradicional evento técnico-científico que tem o objetivo de promover a validação e o aprimoramento do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS) e dar suporte às pesquisas na área de solos, por meio da observação in loco de diversos perfis de diferentes áreas.

“Nesta RCC do Maranhão percorremos cerca de dois mil quilômetros, vendo solos representativos de grandes ambientes do estado, passando por Imperatriz, Balsas e outras regiões importantes”, conta o pesquisador da Embrapa Solos (Rio de Janeiro, RJ), José Francisco Lumbreras. Estiveram presentes cerca de 80 participantes entre pesquisadores, especialistas e professores de ensino superior na área da ciência do solo, técnicos da iniciativa privada e estudantes de pós-graduação, além de outros profissionais das áreas de ciências agrárias e ambientais, geologia e geomorfologia.

Lançamento de guia de campo na internet

Durante o evento no Maranhão aconteceu o lançamento, em formato digital, do Guia de campo da XII Reunião Brasileira de Classificação e Correlação de Solos: RCC de Rondônia, que aconteceu em setembro de 2017.

“Na Sociedade Brasileira de Ciência do Solo faço parte de um grupo que busca resgatar material das reuniões anteriores. A publicação em mídia eletrônica do Guia de Campo da RCC de Rondônia marca uma nova fase, na qual deixamos a informação mais disponível, podemos até abrir o material em campo. Nesta RCC do Maranhão, por exemplo, quis mostrar material de outros encontros e bastou abrir o celular, sem necessidade de levar papel”, revela Ademir Fontana, também pesquisador da Embrapa Solos.

O guia da RCC de Rondônia apresenta as pesquisas coligadas, que estão além do que é apresentado e discutido diante do perfil de solo, na situação de descrição e classificação do perfil. Esse modelo está cada vez mais forte. A tendência, após o encontro no Maranhão é que aumente o número de pesquisas coligadas, com mais profissionais sendo chamados para apresentar os estudos que vão associados à apresentação dos perfis de forma tradicional.

“Em RCCs anteriores existem pesquisas coligadas que forneceram números que utilizamos até hoje nos nossos trabalhos, material publicado nos anos 1970 e 80”, lembra Fontana.

O Guia de campo da XII Reunião Brasileira de Classificação e Correlação de Solos: RCC de Rondônia está disponível para download aqui.

 

 

Carlos Dias (20.395 MTb RJ)
Embrapa Solos

Contatos para a imprensa

Telefone: (21) 2179-4578

 

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)

www.embrapa.br/fale-conosco/sac/



Publicidade