Tecnologia e Manejo

30/10

Bertalha hortaliça rica em vitaminas A e C e com boa produtividade

Bertalha hortaliça rica em vitaminas A e C e com boa produtividade

 

Hortaliça que tem chamado a atenção pela boa produtividade e pela resistência a altas temperaturas. De origem indiana, a bertalha pode se tornar uma boa opção para quem produz.
 
Há 30 anos, o pai de Ricardo Marinho Aguiar recebeu de um amigo um punhado de sementes e decidiu plantar na propriedade da família. As sementes deram origem a uma lavoura de bertalha, rica em vitaminas A e C, e em ferro. Aos poucos, a hortaliça vem ganhando espaço na mesa dos brasileiros.
 
– A bertalha é boa para a digestão, você vai comprar a bertalha pra fazer junto com a salada. É um produto barato em relação à alface, ao espinafre, é mais barato – diz o produtor rural.

 

Aguiar colhe por mês, em média, 500 maços de bertalha, produção que ele pretende aumentar.

 

– A gente pretende, é só ter a demanda. Aumentou a demanda a gente aumenta a produção, porque é uma cultura que a gente consegue dobrar a produção em três, quatro meses.

 

No Distrito Federal, a bertalha pode ser cultivada durante o ano todo, mesmo com queda de produtividade no período do inverno. E o custo de produção é menor se comparado a outras hortaliças.

 

– A bertalha é uma planta que se desenvolve bem em altas temperaturas e com umidade elevada. Então, quando chega o inverno, nós temos um decréscimo tanto na temperatura, na umidade no sequeiro, isso faz com que a planta emita mais sementes do que folhas nesse período. Ela não requer muita adubação, você pode ter mais adubação orgânica do que adubação química, e como ela também não tem muitas pragas que atacam, isso reduz muito o custo de produção – esclarece o técnico extensionista da Emater Hélio Roberto Dias Lopes.

 

Ainda pouco conhecida pelos brasileiros, a hortaliça tem potencial para se tornar um produto atrativo para os agricultores, é um mercado a ser explorado.

 

– O nicho de mercado é bom, é aquele cliente específico. A gente tem visto, ao passar dos anos, um crescimento pequeno na procura da bertalha, e eu acho que é pela falta de informação – comenta Aguiar.

 

CANAL RURAL



Publicidade