Tecnologia e Manejo

11/04

Amapá: Pesquisa avalia sistemas de plantio, espaçamento e cultivares de feijão-caupi

Amapá: Pesquisa avalia sistemas de plantio, espaçamento e cultivares de feijão-caupi

 

Um estudo da Embrapa Amapá concluiu que cultivares de feijão-caupi (Vigna unguiculata), com porte semi-ereto, semeadas com espaçamentos de 40 e 50 centímetros tem produtividade maior do que as cultivadas com espaçamento de 60 centímetros. As cultivares e os sistemas de plantio adotados no teste não influenciaram alterações significativas na produtividade. Desenvolvido no Campo Experimental do Cerrado, localizado no km 45 da BR-156, município de Macapá (AP), o trabalho teve como objetivo avaliar a interação entre dois sistemas de plantio (Sistema Plantio Direto e Sistema Plantio Convencional), espaçamento e cultivares de feijão-caupi. Para a pesquisa, foi observado o desempenho das cultivares BRS Guariba e BRS Tumucumaque em espaçamentos de 40, 50 e 60 cm, durante um ciclo de 87 dias. O experimento foi implantado em um local sob o quarto ano de condução em Sistema Plantio Direto. A área em Sistema Plantio Convencional foi preparada com grade aradora.

As cultivares de porte semi-ereto BRS Guariba e BRS Tumucumaque são cultivadas no Amapá com diferentes níveis de tecnologia. Lançada pela Embrapa em 2004, a BRS Guariba foi obtida do cruzamento da linhagem IT85F-2687, introduzida do International Institute of Tropical Agriculture – IITA, em Ibadan, Nigéria, com a linhagem TE87-98-8G, do Programa de Melhoramento da Embrapa Meio-Norte (Teresina, PI). Tem como características ramos relativamente curtos e apresenta resistência ao acamamento, apresenta ciclo de 70 dias e é resistente ao mosaico transmitido por pulgão e ao mosaico dourado. A BRS Tumucumaque foi lançada em 2009 pela Embrapa Amapá, em parceria coma Embrapa Meio Norte, apresenta ciclo precoce (65 a 70 dias), com arquitetura moderna e com grãos de grande aceitação comercial. Tem um bom teor de proteína, é rico em ferro e zinco, tem cozimento rápido e um excelente aspecto visual após o cozimento. Esta cultivar também apresenta resistência ao acamamento, característica importante por facilitar tanto a colheita manual quanto a mecanizada com o uso de dessecante.

A produtividade foi influenciada pelo espaçamento de plantio para as duas cultivares. Nos espaçamentos menores (40 cm e 50 cm) e com maior quantidade de plantas de feijão-caupi, (250 mil e 200 mil por hectares) a produtividade alcançou 2.322 mil quilos por hectares e 2.157 mil quilos por hectares, respectivamente. No espaçamento de 60 cm, com menor densidade de plantas por área (166.666 mil plantas/ha) a produção foi de 1.850 quilos por hectares. Estes dados fazem parte da publicação técnica intitulada “Avaliação de cultivar de feijão-caupi em diferentes espaçamentos e Sistemas de Plantio no Cerrado Amapaense”, dos pesquisadores Luis Wagner Rodrigues Alves e Ana Elisa Alvim Dias, e pode ser acessada na íntegra neste link: http://migre.me/woUYx.    

Saiba mais:

BRS Guariba

BRS Tumucumaque

 

Dulcivânia Freitas (DRT-PB 1.063/96) 
Embrapa Amapá 
 
Telefone: 0xx96-3203-0287

 

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)

www.embrapa.br/fale-conosco/sac/



Publicidade