Tecnologia e Manejo

04/01

Controle de vermes e carrapatos com FLUATAC DUO

Controle de vermes e carrapatos com FLUATAC DUO

 

O Brasil é um país de dimensão continental, são 8 milhões de km² distribuídos nos mais diversos ecossistemas, sobre esse rico território estão presentes aproximadamente 213 milhões de cabeças de bovinos, dos quais são produzidos anualmente milhões de toneladas de carne e de litros de leite (ANUALPEC, 2015). Apesar da expressiva produtividade, ainda é possível extrair mais. Em 2014, uma pesquisa nacional demonstrou que a produtividade por animal fica abaixo do seu potencial devido aos problemas ocasionados por parasitos (GRISI et al. 2014).

 

No ranking dos parasitos que mais provocam prejuízos, os vermes e os carrapatos se destacam dos demais. Juntos eles chegam a provocar perdas na ordem de 10 bilhões de dólares por ano, desses, 7 bilhões são provocados por verminoses e 3 bilhões por carrapatos. De maneira geral os parasitos não provocam a morte dos animais, o prejuízo está relacionado à queda de desempenho por estresse, competição por nutrientes, espoliação dos tecidos, perda de sangue, entre outros (GRISI et al. 2014).

 

O controle desses parasitos está relacionado com as condições climáticas e ambientais. Tanto os vermes como os carrapatos se desenvolvem melhor em ambiente quente e de umidade elevada, além de esse ser também o momento em que mais ocorrem infestações nos animais. Apesar do momento de maior infestação ambiental ser no período quente e chuvoso, o melhor momento para iniciar o controle é antes, quando a temperatura está amena e o clima está mais seco. Iniciando o controle parasitário previamente ao período de maior desafio, tende-se a reduzir significativamente as infestações ambientais e por consequência nos animais (MARTINS et al. 2005; TAYLOR et al. 2010).

 

Se tudo o que foi descrito anteriormente for analisado, pode-se concluir que a doença parasitária é um complexo multifatorial, pois depende do ambiente, do clima, do animal e do histórico de tratamentos. Então quando se pensa em controlar os parasitos, não há como fazê-lo considerando-os separadamente, deve-se sim buscar controlá-los simultaneamente, para atingir um limiar de infestação que permita o bom desenvolvimento dos animais. Ao contrário do que se pensa a erradicação não é possível e nem deve ser buscada.

 

Para essa necessidade de controle completo, a Ourofino Saúde Animal oferece aos pecuaristas o Fluatac Duo, uma associação pioneira entre abamectina e fluazuron que elimina de forma eficaz os principais vermes e controla as infestações por carrapatos dos bovinos. Com o efeito de dois princípios ativos agindo simultaneamente no organismo, o resultado é a eficácia duradoura.

 

Por Marcel Onizuka, especialista técnico em Saúde Animal na Ourofino Saúde Animal



Publicidade