Tecnologia e Manejo

02/06

Financiamento para compra de maquinário de café aumenta para R$ 320 mil

 Financiamento para compra de maquinário de café aumenta para R$ 320 mil

 

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o reajuste de R$ 40 mil para R$ 320 mil do limite de financiamento para aquisição de equipamentos de preparo, secagem e beneficiamento do grãos. A resolução, dessa terça-feira (31/05), está incluída no Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota), dentro do Plano Agrícola e Pecuário 2016/2017, que entra em vigor no dia 1º de julho.

Para o Wilson Vaz de Araújo, coordenador-geral de Crédito Rural do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), sem investimentos em máquinas de beneficiamento do café não seria possível elevar a qualidade do grão. Araújo explica que o limite de R$ 40 mil para essa finalidade foi fixado nos primeiros anos de vigência do Moderfrota.

“Nesses últimos anos, novas tecnologias foram desenvolvidas, elevando o padrão e o custo desses maquinários, de maneira a atender a boas práticas produtivas que objetivam um produto final diferenciado, fundamentais na cafeicultura e, sobretudo, na conquista de mercados”, salientou o coordenador geral de Crédito Rural.

LCA

Outra medida aprovada pelo CMN é a revisão dos recursos captados por meio da emissão de Letra de Crédito do Agronegócio (LCA). O direcionamento para a aplicação em operações de crédito rural corresponde a 35% do valor apurado. Essa medida pode promover o direcionamento da LCA para o agronegócio em até R$ 21 bilhões.

Desse total, explicou Araújo, “no mínimo 40% devem ser aplicados em operações de custeio rural a taxas de juros de até 12,75% ao ano; e até 60% a juros de mercado”.

Mais informações à imprensa:
Assessoria de comunicação social
Inez De Podestà

inez.podesta@agricultura.gov.br

 



Publicidade