Tecnologia e Manejo

14/03

Pesquisa mapeia as principais doenças de Caprinos e Ovinos no Brasil

Pesquisa mapeia as principais doenças de Caprinos e Ovinos no Brasil

 

Uma pesquisa realizada por pesquisadores da Embrapa Caprinos e Ovinos mapeará 
as principais doenças desses animais no país. Os estudos, realizados em nove estados brasileiros, têm como objetivo identificar o nível de infecção dos rebanhos pelas nove principais doenças que afetam caprinos e ovinos

A pesquisa teve início em janeiro de 2009 e resultará na caracterização do perfil zoossanitário dacaprinocultura e daovinocultura tropical por território. O trabalho de campo foi concluído no Nordeste e estão sendo coletadas amostras em três Estados de outras regiões do país. 

Os Estados que participam das análises são os que possuem os maiores rebanhos. Seis deles estão na regiãoNordeste (Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Bahia), um Estado é da região Centro-Oeste (Mato Grosso do Sul) e dois estão na região Sudeste do Brasil (Minas Gerais e Rio de Janeiro). Para mapear os outros Estados do país, os pesquisadores prevêem um novo projeto. 

Em cada propriedade, separadas por Estado, os pesquisadores coletarão sangue dos animais e aplicarão umquestionário aos produtores, abordando temas como nutriçãoreproduçãosanidade e manejo geral. Relacionando os diagnósticos clínicos aos questionários, a pesquisa identificará os fatores de risco e o impacto econômico das enfermidades. 

Três das nove doenças são contempladas pelo Programa Nacional de Sanidade de Caprinos e Ovinos (PNSCO), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). São elas: Artrite Encefalite Caprina (CAE), Maedi-Visna(MVV) e Brucelose Ovina. O resultado da pesquisa envolvendo esse grupo irá subsidiar o estabelecimento do programa e orientar políticas públicas e privadas para o controle das enfermidades. 

As outras seis doenças impactam negativamente a produtividade dos rebanhos, daí a importância do diagnóstico. Trata-se de Linfadenite Caseosa, Clamidofilose, Neosporose, Toxoplasmose, Língua Azul e Leptospirose. Para prevenir as doenças, é necessário aplicar as técnicas de manejo sanitário de pequenos ruminantes.

 

A Embrapa oferece tais instruções em documento disponibilizado no link

 

http://www.cnpc.embrapa.br/admin/pdf/03155000120122.doc77.pdf

 

 

Fonte: Embrapa Caprinos e Ovinos e Globo Rural



Publicidade