Tecnologia e Manejo

22/02

Semex Brasil: Dez passos para garantir o alto rendimento de vacas leiteiras

Semex Brasil: Dez passos para garantir o alto rendimento de vacas leiteiras

 

O paralelo entre a indústria de laticínios e o setor industrial é ainda mais fácil de se perceber com a globalização dos mercados atuais. Mas, a pergunta que se deve fazer é a seguinte: como é possível evitar o mesmo destino que outros setores que viram sua produção sair para países de menor custo ou larga escalas, ou ainda assistiram fábricas fecharem uma após a outra? A resposta é simples, é preciso melhorar o desempenho!

 

Abaixo estão listados 10 passos simples para alcançar esse objetivo:

 

1 - Procure mais

O primeiro passo consiste em analisar a situação da propriedade para determinar um ponto de partida e comparações a serem feitas. Desta forma é possível construir o histórico da fazenda, que rapidamente se tornará um grande motivador para todos os envolvidos. O elemento chave para medida é o intervalo entre partos do rebanho. A média em rebanhos de alto desempenho para a raça Holandesa em 2014 foi de cerca de 422 dias.

 

2 - Taxa de Serviço (TS) X Taxa Concepção (TCc) = Taxa De Prenhez (TP)

A fórmula matemática mais importante para qualquer produtor de leite moderno é claramente o seguinte: Taxa de Serviço X Taxa de Concepção = Taxa de prenhez. Para obter a maior taxa de prenhez possível, é essencial enfatizar a importância da taxa de serviço porque é difícil influenciar a taxa de concepção de forma significativa.

 

3 - Período de Espera Voluntário (PEV)

Refere-se ao número de dias após o parto durante o qual uma vaca não pode ser inseminada, mesmo que ela entre em cio, devido a involução uterina leva em média 43 dias para se reparar para nova gestação, isso e fisiológico do animal. O período de espera decorre das decisões tomadas por cada propriedade leiteira. Este não é um período em que os produtores devem restringir as suas ações. As vacas devem estar preparadas para próxima gestação o mais rápido possível. Para fazer isso, ações devem ser empreendidas, como check-up pós-parto, observando todos os sinais de cio e até o início de protocolos após PEV. Todos os dias de espera para além do período de espera voluntário (PEV) são adicionados diretamente ao intervalo total de partos. Hoje, no Canadá, na província de Québec a média se apresenta em 81 dias antes do primeiro serviço. No entanto, a média deve estar mais perto de 60 dias. Portanto, já há uma perda de 21 dias no ciclo reprodutivo.

 

- Se uma vaca entrar em cio antes de 60 lactação, ela deve ser inseminada?

SIM

 

-O desempenho de uma vaca pode influenciar na decisão?

Geralmente NÃO, pois se a vaca entrou em cio naturalmente quer dizer que está preparada a nova gestação e apta reprodutivamente.

 

4 - Detecção de CIO 

O fator mais limitante para o desempenho reprodutivo é a detecção de cio. Para ser eficaz na realização desta tarefa requer precisão e regularidade. A duração de um ciclo de cio varia entre 18 e 24 dias e ocorre a cada 21 dias, em média. Sendo assim, é essencial ter uma ferramenta adequada na propriedade para reunir todas as informações relacionadas ao comportamento da vaca e seus sinais de cio. Para auxiliar neste processo, pode ser utilizado um programa de gerenciamento de rebanho – como o ai24 – ou simplesmente um calendário 21 dias. O importante é registrar as informações.

 

O tempo gasto no cio é inversamente proporcional ao volume de produção da vaca. Assim, as vacas de alta produção entram em cio com a mesma frequência e são tão férteis como outras vacas, no entanto, o comprimento do seu período de cio é mais curto. O sucesso está em observar as vacas. O número de observações realizadas para detectar o cio aumenta as chances de sucesso. Se esta for de 2 a 4 vezes por dia, as chances são dobradas. Em rebanhos de alto desempenho, há mais de 6 observações por dia.

 

5 - Taxa de serviço ( TS )

Com referência ao conceito de Taxa serviço (TS) x Taxa de concepção ( TC) = Taxa de prenhez (TP), lembre-se que quanto mais observar e inseminar as vacas, mais se terá de vacas prenhas. O melhor momento para inseminar oferece uma ampla janela das 6h00min às 18h00mon após os primeiros sinais de cio.

 

- Só uma coisa é 100% certa - uma vaca que não é inseminada ou observada tem 0% de chance de se tornar prenha;

 

- Um atraso de 21 dias no ciclo custa em média US$ 288 (R$ 900,00) enquanto uma inseminação (serviço e sêmen) custa US$ 50 (R$ 150,00) em média.

 

6 - Verificação de Prenhez

Uma variedade de testes estão disponíveis – como ultrassonografia a partir 25 dias de gestação, no leite ou sangue a partir de 28 dias de gestação com elevados índices de acurácia, acima de 98% -, alguns dos quais fornecem um diagnóstico precoce que permite rapidamente tomar medidas e colocar a ênfase sobre as vacas que não estão prenhas.

 

A eficiência reprodutiva depende muito de quão rapidamente o produtor é capaz de confirmar que uma vaca está prenha ou não. 5 dias adicionais de espera = 5 dias extras adicionados ao seu intervalo de parto. Se o teste for realizado rapidamente, a prenhez deve ser reconfirmada posteriormente, uma vez que podem ocorrer perdas embrionárias: 11% nos primeiros 28-42 dias de gestação, 6% nos dias 42-56 e 2% nos dias 56-98. Essas estatísticas devem ser consideradas como parte do protocolo de confirmação de prenhez.

 

7 - Intervalo entre inseminações.

Após a taxa de serviço baixa que é a falha principal nos programas reprodutivos, o intervalo entre inseminações é aquele que requer nossa atenção. Com excessiva frequência, os esforços para detectar o cio cessarão uma vez que a vaca tenha sido inseminada (uso de protocolos). Tal presunção não deve fazer parte de boas práticas reprodutivas. Pelo contrário, o serviço deve ser considerado um sinal de detecção de cio e deve, portanto, desafiar o produtor a acompanhar dentro de 18-21 dias possíveis retorno desse cio.

 

Mais uma vez, o número de dias extras pesa muito no intervalo de partos. Para o criador canadense, a média é perto de 41 dias de intervalo, então estamos falando em perdas de 20 dias.

 

8 - Confirmação da prenhez aos 60 dias

Perdas embrionárias após 56 dias de gestação caem abaixo de 2%. Portanto, é um bom momento para reconfirmar que as vacas continuam prenhez com bezerro.

 

Também temos testes de alta eficácia neste período:

 

- Teste de palpação;

 

- Ultrassom;

 

- Teste de sangue;

 

- Análise do leite

 

9 - Secar a vaca

Este é um período crítico para a vaca e seu futuro reprodutivo. Cada fator de estresse influencia a qualidade dos ovócitos que estarão disponíveis cerca de 60 dias depois, o que afetará a taxa de concepção da vaca durante a próxima lactação. Todas as mudanças não gerenciadas, como preparação de parto deficiente, dificuldades de parto, problemas pós-parto ou estresse metabólico, terão um impacto sobre a rapidez com que uma vaca pode emprenhar novamente.

 

10 - Lucratividade $$$$

Por último, todos estes passos levam a EMPRESA (a propriedade leiteira) a gerar mais dinheiro. E como os lucros podem ser melhorados? A redução do intervalo de partos permite um aumento considerável da produção por vaca por dia - cada 30 dias a menos do intervalo entre partos temos cerca de 8% na produção de leite. Além deste fator, aqui estão alguns outros elementos que ajudarão a melhorar as margens:

 

- Aumento do número de nascimentos por ano (maior taxa de reposição ou crescimento);

 

- Redução do número de vacas necessárias para reposição (animais disponíveis para venda);

 

- Redução do número de animais de substituição;

 

- Seleção melhorada nas escolhas das fêmeas para produção;

 

- Aumento do progresso genético;

 

Resumindo, a Semex - uma empresa que traz soluções para seus clientes e parceiros -apresenta alguns programas que podem nos auxiliar nesses ganhos, como:

 

SEMEX AI 24 - Sistema de monitoramento reprodutivo e de saúde para suas vacas, aumentando a Taxa de Serviço de seu rebanho, monitorando e observando suas vacas 24 horas por dia;

SEMEX REPROMAX - Touros com altas taxas de concepção (2,5 % acima que a média), abaixando em geral 3 dias nos dias abertos, 1 em cada 3 touros Semex são Repromax;

SEMEX IMMUNITY - Aumentando a resposta imunológica de vacas com a utilização de animais com Imunidade Superior + Melhor Saúde = Maior taxa de fertilidade;

SEMEX HEALTHSMART - Touros apresentam nas suas filhas: Mais Fertilidade + Maior Eficiência Alimentar + Melhor Condição Corporal + Maior Resistencia a Mastite + Menor Tamanho Corporal + Mais Vida Produtiva = Lucro;

DAIRY TRACK - Analise dos dados da fazenda de maneira clara e fácil visualização do cliente.

 

Tradução e interpretação por Hilton Ribeiro - distrital Semex Brasil da região ABCW do Paraná -, baseado em dados de Vicent Landry e Guillarme Mernard de Quebec, Canadá.

 

 

 

Hilton Silveira Ribeiro
Distrital ABCW - Paraná
(47) 9.9963-2384

hilton@semex.com.br

 

Médico Veterinário, Formado na Universidade Federal do Paraná (UFPR), Hilton Ribeiro, tem mais de 25 anos de experiência na pecuária. Especialista em Bovinocultura Leiteira, Hilton integra o Colégio Brasileiro de Jurados de Pista da Raça Holandesa (CBJP) e atua como jurado em vários eventos nacionais.



Publicidade