Tecnologia e Manejo

03/02

O que é INFLUENZA AVIÁRIA ?

O que é INFLUENZA AVIÁRIA ?

 

Focos de influenza aviária de alta patogenicidade foram registrados em diferentes países, com detecção do agente em espécies da avicultura industrial. Estes focos causaram morte ou sacrifício de milhões de aves, e expressivas perdas para a atividade avícola industrial no mundo. Clique e veja o mapa de focos da doença no mundo.

O contato com as aves silvestres é, portanto, um dos principais fatores determinantes dos surtos da doença em aves domésticas. Além da possibilidade da chegada do vírus ao território nacional (por meio de aves migratórias), outras formas de introdução e disseminação devem ser consideradas: movimentação internacional de aves de produção e de companhia, criações consorciadas de muitas espécies em um mesmo estabelecimento e o comércio de materiais genéticos, produtos e subprodutos avícolas. Turistas provenientes de áreas infectadas pelo vírus, por seus calçados e vestimentas podem funcionar como vetores mecânicos.

Frente a isto, aconselha-se que viajantes com destino a áreas afetadas pela doença evitem visitas a estabelecimentos avícolas em seu retorno ao Brasil, por pelo menos 15 dias. Para mais informações, clique aqui e acesse Plano de Contingência Federal.

Como se prevenir

Você sabia que o Brasil é o único país dentre os maiores produtores do mundo que nunca registrou Influenza Aviária em seu território? Para que o Brasil continue seguro é importante tomar alguns cuidados:

Saiba como agir caso identifique a doença em seu plantel

O rápido conhecimento pelo Serviço Veterinário Oficial (SVO) sobre o aparecimento de sinais clínicos sugestivos de influenza aviária, em qualquer estabelecimento avícola, tem importância decisiva no processo eficiente de contenção do agente e erradicação da doença.

Essa notificação deverá ser feita, preferencialmente, por meio de comunicação direta ao SVO, realizada através de: chamado originado do médico veterinário, proprietário, produtor e demais envolvidos com a atividade avícola; ou ainda pelas próprias autoridades sanitárias locais que trabalhem em abatedouros de aves, através da identificação de sinais ou lesões sugestivas, verificadas nas inspeções ante e post mortem.

A comunicação de suspeita sempre poderá ser feita: aos escritórios locais, regionais ou central dos Serviços Veterinários Estaduais, à Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SFA), ou ainda diretamente ao MAPA, utilizando o serviço do telefone 0800 704 1995, que é um canal de comunicação gratuito, aberto à população. Para mais informações acesse Plano de Contingência Federal.

Orientações do Ministério da Agricultura

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA esclarece que, em função do aumento das notificações de ocorrências de focos de influenza aviária (IA) em diversos países do mundo, intensificou das medidas de vigilância epidemiológica e de prevenção desta doença, com destaque às ações detalhadas na Nota Técnica a seguir:

– Nota Técnica Nº 4/2017/DSA-SDA/SDA/MAPA (divulgada em 18/01/2017)

IAGRO 



Publicidade