Tecnologia e Manejo

28/08

MAPA exige registo de granjas avícolas comerciais

MAPA exige registo de granjas avícolas comerciais

 

Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) informa que Minas Gerais já possui 300 granjas avícolas comerciais registradas. O registro é uma exigência do Ministério da Agricultura (MAPA) para as granjas dos estados participantes do Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSA). O IMA alerta aos avicultores que ainda não realizaram o registro que o façam, visto que o prazo para adequação das granjas às exigências previstas na Instrução Normativa nº 56/07 do Ministério da Agricultura, encerrou-se em dezembro de 2012. Atualmente, 2.357 granjas avícolas comerciais são cadastradas no Instituto.

Para realizarem o registro os avicultores devem apresentar a documentação necessária no escritório do IMA ao qual pertence a propriedade rural. Após análise documental, será realizada uma fiscalização e tendo sido atendidos os requisitos exigidos, será emitido o Certificado de Registro de Estabelecimento Comercial Avícola.

O avicultor que não entregar a documentação para registro ficará impedido de comprar pintinhos, vender a sua produção e emitir Guia de Transito Animal (GTA), ficando assim impedido de transportar as aves. E o avicultor que não registrar a granja, ou seja, que não entregar a documentação completa e não realizar as adequações físicas necessárias para o registro serão automaticamente incluídos no Programa de Gestão de Risco Diferenciado. 

O diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, esclarece que o registro das granjas é importante para o sistema de defesa agropecuária obter informações precisas desses estabelecimentos, tais como, localização e número de aves comerciais existentes. “Isso facilita o trabalho de defesa sanitária agropecuária em todo o Estado, tornando-o mais eficaz, seguro e produtivo. Além de atestar a procedência das aves aos compradores e consumidores finais”, afirma.

É função do IMA executar as atividades de cadastro, registro e vistoria de granjas, fiscalização do trânsito intermunicipal e interestadual, fiscalização da participação de aves em eventos pecuários, além do atendimento à suspeitas de doenças de notificação obrigatória, cadastro de estabelecimentos que comercializam aves vivas e cadastro de zoológicos e outras explorações avícolas.

A produção de frangos no Brasil atualmente gira em torno dos 5 bilhões de aves. Minas Gerais é o primeiro em exportação de ovos de consumo, o segundo em produção de ovos de consumo é o sexto em produção avícola.


Fonte: Agência Minas



Publicidade