Tecnologia e Manejo

14/09

A importância da saúde intestinal em frangos de corte

A importância da saúde intestinal em frangos de corte

 

 

Alterações inflamatórias ou gastroentéricas são as patologias causadas frequentemente por um desequilíbrio da microbiota intestinal (DISBIOSE) e as que causam grandes prejuízos econômicos à produção avícola. Elas podem ser classificadas como infecciosas, tendo como um dos principais agentes causadores o Clostridium perfringens, uma bactéria Gram positiva muito presente, principalmente, nas épocas de primavera e verão; e não infecciosas, representadas por algum tipo de trauma físico em função de granulometrias de ração não adequadas, causando lesões em diferentes níveis, dependendo da intensidade da injúria.

 

Esta injúria, associada a situações inerentes ao manejo das aves contribuem com a redução de índices zootécnicos, como perda de peso, e em casos mais graves, com o aumento de mortalidade das aves e, consequente, perda em rentabilidade. Nesse sentido, desde os primeiros dias de vida da ave, o aditivo melhorador de desempenho (AMD), Enragold, atua na manutenção da microbiota intestinal, ou seja, mantendo uma boa Eubiose, auxiliando no controle de possíveis distúrbios entéricos. Com isso, permite-se um maior volume de nutrientes disponíveis às aves, ocasionando um maior ganho de peso e melhora da conversão alimentar. Esses benefícios se estendem durante todas as fases da vida do animal, melhorando a absorção dos nutrientes contidos na ração. Deve ser utilizado via ração na dosagem de 5 a 10 ppm (63 a 125 g/ton de ração) nas fases pré-inicial, inicial e crescimento, e de 3 a 5 ppm (38 a 63 g/ton de ração) na fase final. É um produto sem absorção, ou seja, possui ação apenas na luz intestinal, não apresentando, com isso, período de carência.

 

O Enragold é uma solução da Ourofino para atender ao criador que busca sempre as melhores e mais eficazes tecnologias para o desenvolvimento de seu negócio. Além disso, a Ourofino possui um Sistema de Qualidade rigoroso que atende a 100% dos requisitos regulatórios nacionais (MAPA) e muitos dos requisitos internacionais (FDA, ICH). Com isso a qualidade de nossos produtos é primordial, e controlamos cada etapa de nosso processo de fabricação, desde a compra de nossas matérias-primas até a entrega do produto aos nossos clientes, garantindo a excelência na utilização.

 

Sobre a autora: Andrea Panzardi é doutora em Fisiopatologia da Reprodução de Suínos pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, em Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul.

 

Foto: IStock

 



Publicidade