Tecnologia e Manejo

19/09

Artigo Embrapa - Tecnologia revitaliza a produção agropecuária

Artigo Embrapa - Tecnologia revitaliza a produção agropecuária

 

Elisio Contini
Chefe da Secretaria de Inteligência e Macroestratégia da Embrapa

Édson Bolfe
Coordenador do Sistema Agropensa - Embrapa

A produção na agropecuária resulta da combinação de fatores de produção: terra, mão de obra, recursos financeiros e tecnologia. Na agricultura tradicional, terra e mão de obra eram o suficiente. Na medida em que o setor se moderniza, em que aumenta substancialmente a eficiência produtiva, a tecnologia assume a liderança como o fator que mais contribui para o aumento da produção. Com a análise dos dados de 1975 a 2014, fica demonstrado que a tecnologia explica quase 58% do valor bruto da produção agropecuária brasileira.

Concentremo-nos dentro da porteira, isto é, no âmbito da decisão do agricultor ou pecuarista. Quais as transformações recentes? Na produção de grãos, por exemplo, substituiu-se o arado pelo trator e demais implementos, economizando mão de obra, aumentando a capacidade de cultivar mais terra e intensificando a produção. Sementes melhoradas geneticamente contribuíram significativamente para maior produtividade da terra nas últimas décadas. Destaque ainda para o sistema de plantio direto, que já ocupa 75% das lavouras de grãos do Brasil. Essa tecnologia permite elevar a produtividade com maior conservação do solo e da água, manutenção da biodiversidade do solo e fixação de carbono.

Na área animal, a genética, ou seja, raças mais eficientes de animais, melhorou a qualidade da carne e aumentou a produção de leite e ovos. Pastagens e rações mais eficientes contribuíram para a redução dos índices da taxa de conversão, de custos de produção e melhoria da renda dos produtores rurais. Cercas elétricas na produção de bovinos reduziram os custos de controle de animais. Refrigeradores para o leite substituíram latões deixados à beira da estrada, o que permitiu aos pequenos produtores aumentar substancialmente sua produção e melhorar a qualidade do produto.

Nem tudo é um mar de rosas. É necessário avançar para que os produtos da agropecuária sejam mais competitivos no mercado nacional e internacional. Produtos de melhor qualidade e originários de boas práticas de cultivo e do bem-estar animal são exigências da maior conscientização da sociedade. A redução de uso de defensivos e fertilizantes pela sua melhor eficiência permitiria reduzir significativamente os custos de produção das lavouras. As limitações ao desenvolvimento dos pequenos e médios produtores impostas pelas imperfeições de mercado poderiam ser reduzidas via cooperativas e associações,  que garantiriam insumos mais baratos e venda com melhores preços. A conservação de recursos naturais, como água, solo e florestas, claro, são pressupostos para uma agricultura tecnificada, revitalizada e sustentável.

Veja mais em: www.embrapa.br/agropensa

 

Secretaria de Inteligência e Macroestratégia - SIM 

 

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)

www.embrapa.br/fale-conosco/sac/



Publicidade