Tecnologia e Manejo

29/06

Artigo CRV Lagoa : Como alimentar uma novilha geneticamente superior e vacas secas antes do parto

Artigo CRV Lagoa : Como alimentar uma novilha geneticamente superior e vacas secas antes do parto

 

 

Para novilhas prenhes não existe período seco, mas nós precisamos alimentá-las de maneira apropriada para prepará-las para a primeira lactação. É importante que estes animais não fiquem gordos, escore 3 é a condição corporal ideal. Quando uma novilha é muito alimentada durante o período da inseminação até os 22 meses, torna-se muito tarde para corrigir. Além disso, as novilhas prenhes precisam de energia durante as semanas finais de pré parto. Se uma novilha estiver muito gorda, é aconselhável que ela ande 5 km por dia, desta forma o animal perderá a gordura extra e o parto será mais fácil. Outro problema é que uma novilha gorda possui somente 70% das contrações, com um risco maior de dificuldade de parto. Um problema comum é que os produtores fornecem a sobra da comida das vacas para as novilhas prenhes, o que pode resultar em novilhas acima do peso. É preferível, então, dar essa sobra para os bezerros de 2 a 12 meses. 

Período de transição

Muitas vezes a novilha vai para o grupo de transição 6 semanas antes de parir. Se o animal não for rejeitado pelas outras vacas, não há problemas. Uma nova vaca em outro grupo deve sempre ter espaço suficiente, pois ela deve ter espaço para escapar caso as outras vacas "batam" nela.

Problemas de baixa produção de leite pós parto são relacionados ao metabolismo mineral, balanço energético e condição corporal da vaca ou novilha. 

É preferível alimentar os animais com silagem de capim com palha, incluindo 1kg de concentrado e minerais, durante o período em que elas estão separadas para o pré parto. É melhor não fornecer silagem de milho, que tem muita energia. A qualidade média da forragem deve ter um valor nutricional entre 0,57 e 0,61 NDT/kg de MS. 

Período pré parto

No último mês antes do parto, a vaca ou a novilha precisa de mais energia (principalmente glicose/açúcar e energia útil pra o crescimento do bezerro na vaca e produção de colostro). É bom fornecer, 3 semanas antes do parto pela manhã, 33% a mais do mix que é dado para as vacas de alta produção e à tarde a ração do período seco (66%). A vantagem deste método de dieta é que as vacas não podem selecionar o alimento e destacar os grãos de milho. Se um produtor der somente forragem de feno, silagem de capim e palha para as vacas secas, não poderá fornecer silagem de milho. Neste caso, é melhor dar 3kg extra de concentrado durante o pré parto. As vacas secas devem receber entre 6,87 e 7,63 NDT por dia. Sempre cheque as fezes das vacas secas. Se as fezes estiverem muito moles, a ração contém muita proteína. O total de proteína bruta na dieta não pode ultrapassar mais de 14%.

Fokko Tolsma
Consultor Técnico em Gestão e Manejo de Gado Leiteiro da CRV
Tradução: Fernanda Gutierrez

 

 

Fokko Tolsma | assessoria@crvlagoa.com.br



Publicidade