Tecnologia e Manejo

28/04

IAC lança três novas cultivares de algodão

IAC lança três novas cultivares de algodão

 
O Instituto Agronômico (IAC), de Campinas, lança na Agrishow 2015 duas cultivares de algodão com fibra colorida, cor caqui, chamadas IAC FC1e IAC FC2. Estes são os primeiros materiais desenvolvidos especificamente para o cultivo no Estado de São Paulo. A IAC FC1 e IAC FC2 diferenciam-se também pela maior produtividade e melhor qualidade de fibra para cultivo nas condições do Estado de São Paulo.
 
As cultivares coloridas são resistentes a doenças e nematoides, que ocorrem na região Centro-Sul do Brasil, dispensando o uso de nematicidas. Com essas características, os novos materiais do IAC abrem a possibilidade de cultivo de algodão colorido nesta região com altas chances de sucesso. As cultivares atualmente disponíveis foram desenvolvidas pela Embrapa para as condições do Nordeste. Por isso são suscetíveis às doenças que atacam o algodoeiro em campos paulistas.
 
A produtividade da IAC FC1 e IAC FC2 é de cerca de 2.800 kg por hectare, o que representa, na média, 38,5% a mais que o material usado como testemunha nos experimentos, que é cultivado atualmente no Nordeste. “Na presença de nematoides, as cultivares IAC podem chegar a produzir 100% a mais”, afirma o pesquisador do IAC Milton Geraldo Fuzatto.
 
A explicação para o salto na produtividade está na resistência a nematoides e a outras doenças que ocorrem no Estado de São Paulo e regiões vizinhas. O sistema de cultivo é o mesmo adotado para materiais de fibra branca. Os materiais estão em fase de produção de sementes.
 
Essas cultivares IAC trazem ao mercado produtos diferenciados e com maior valor agregado, adequadas para atendimento de nichos especiais de mercado. Em virtude da demanda limitada dessas fibras, comparativamente ao algodão convencional, essas cultivares representam uma nova opção, principalmente, para pequenos e médios produtores, sobretudo se associados e com produção encomendada por indústrias do setor.
 
Segundo Fuzatto, para que os produtores iniciem a produção em São Paulo é necessário que a indústria manifeste interesse. Pesquisadores do Instituto Agronômico estão em contato com a Associação Paulista dos Produtores de Algodão (APPA), que tem condições de viabilizar as interações.
 
Contatos com a assessoria de imprensa do IAC
 
19-21370613
19-21370616
 
A jornalista Fernanda Domiciano, assessora de imprensa do IAC e da APTA, estará no estande do IAC, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Contato pelo (19)-992699138.
 
 



Publicidade