Tecnologia e Manejo

11/08

11/08 Alertas de Mercado: Boi, Citros, Frango, Ovos e Suínos

11/08 Alertas de Mercado: Boi, Citros, Frango, Ovos e Suínos

 

Boi

 

Os preços do boi gordo subiram nos últimos dias na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea. Com a menor oferta de animais, frigoríficos têm tido dificuldades na compra de novos lotes, elevando os valores ofertados aos pecuaristas. De acordo com operadores consultados pelo Cepea, as altas só não foram mais significativas por conta das escalas alongadas de algumas unidades de abate.

 

Entre 2 e 9 de agosto, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa do boi gordo registrou alta de 0,39%, fechando a R$ 127,51 nessa quarta-feira, 9. No mercado atacadista da carne com osso, os preços também reagiram na última semana, refletindo a maior demanda, típica em início de mês. Entre 2 e 9 de agosto, a carcaça casada do boi se valorizou 2,62%, para R$ 9,01/kg nessa quarta.

 

Citros

 

Os preços da laranja pera continuam em alta no mercado doméstico, refletindo o aumento da procura pela fruta in natura (favorecido pelo clima mais quente em São Paulo) e a intensificação da moagem nas indústrias paulistas – que tem reduzido gradativamente o volume disponível no mercado. Na parcial desta semana (segunda a quinta-feira), a pera teve média de R$ 17,13/caixa de 40,8 kg, na árvore, alta de 3,8% em relação ao período anterior.

 

Frango

 

O aumento das exportações de carne de frango em julho ajudou a enxugar os estoques nacionais, levando a uma reação dos preços no mercado interno neste início de agosto. Além disso, o pagamento dos salários nesta segunda semana do mês contribuiu para o aumento da demanda pelo produto.

 

Entre 3 e 10 de agosto, o frango inteiro congelado se valorizou 2,6% na Grande São Paulo, para R$ 3,40/kg nessa quinta-feira, 10. O preço do resfriado aumentou 2,1%, a R$ 3,41/kg nessa quinta. No Sul, porém, o movimento foi de queda, já que a demanda na região está enfraquecida, contrariando as expectativas para o período. Assim, o frango congelado se desvalorizou 1,5% entre 3 e 10 de agosto em Porto Alegre (RS), para R$ 4,42/kg no dia 10. Em Toledo (PR), o produto teve média de R$ 3,52/kg nessa quinta, recuo de 2,8% no período.

 

Ovos

 

A oferta de ovos aumentou na maioria das regiões produtoras acompanhadas pelo Cepea, cenário que passou a pressionar os valores neste início de agosto, principalmente os do ovo tipo extra vermelho, cujos preços estão em patamares elevados desde meados de fevereiro.

 

Conforme colabores do Cepea, avicultores de postura já começam a intensificar os descartes das poedeiras mais velhas, na tentativa de equilibrar a disponibilidade de ovos no mercado e, assim, evitar novas quedas. Entre 3 e 10 de agosto, os preços da caixa com 30 dúzias do ovo tipo extra, vermelho, colocada na Grande São Paulo, caíram 1,5%, para R$ 108,08 nessa quinta-feira, 10.

 

Para retirada em Bastos (SP), o produto se desvalorizou 1,7% no período, com média de R$ 102,27/cx nessa quinta. Para o ovo tipo extra, branco, o cenário foi de estabilidade na praça paulistana nos últimos sete dias, com a caixa de 30 dúzias negociada a R$ 93,92 no dia 10. Para retirada em Bastos, as cotações recuaram ligeiro 0,2%, para R$ 88,35/cx nessa quinta.

 

Suínos 

 

O movimento de alta dos preços do suíno vivo e da carne perdeu força na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, refletindo o ajuste da oferta à demanda. Na região de SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), as cotações do animal vivo subiram 1% entre 2 e 9 de agosto, com o quilo negociado na média de R$ 4,23 nessa quarta-feira, 9.

 

Frigoríficos consultados pelo Cepea continuam reportando dificuldades no repasse das altas do vivo para a carne, cenário agravado pelas desvalorizações das concorrentes bovina e de frango. Mesmo assim, os preços das carcaças também apresentaram alta na última semana.

 

No atacado da Grande São Paulo, o preço da carcaça especial subiu 1,7% entre 2 e 9 de agosto, para R$ 6,49/kg nessa quarta-feira, 9. A carcaça comum se valorizou 2,5% no mesmo período, para R$ 6,12/kg. 

 

Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br



Publicidade