Tecnologia e Manejo

05/07

Governo do Estado auxilia agricultor a adquirir tratores e equipamentos com condições diferenciadas

Governo do Estado auxilia agricultor a adquirir tratores e equipamentos com condições diferenciadas

 

A partir de agosto de 2018, o Governo do Estado de São Paulo disponibilizará um orçamento de R$ 20 milhões para os pequenos e médios produtores adquirirem tratores, implementos agrícolas e equipamentos para irrigação com subvenção de até R$ 25 mil por produtor. Os Programas Pró-Trator/Implementos Agrofácil e Coopercrédito Agrofácil serão executados pelo Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista/o Banco do Agronegócio Familiar (Feap/Banagro), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento paulista.

 

Os dois novos programas lançados pela Pasta oferecerão a subvenção ao produtor, com a diferença de que no primeiro, o financiamento será realizado por meio do Banco do Brasil; e no outro, por meio das cooperativas de crédito paulistas.

 

O produtor rural poderá adquirir um trator com potência de até 125 cavalos e diversos implementos de qualquer tipo, além de equipamentos para irrigação. O prazo para o pagamento e o valor máximo variam de acordo com a linha de crédito acessada pelo produtor. No início do financiamento, o produtor é contemplado com uma subvenção de 20% no valor total dos equipamentos, limitado ao desconto de R$ 25 mil por produtor.

 

“Os novos programas foram pensados para atendermos a um número maior de produtores, em especial os pequenos, médios e agricultores familiares que não têm condições de adquirir esses equipamentos por conta própria”, explicou o secretário executivo do Feap, Fernando Aluizio Pontes Penteado.

 

De acordo com Penteado, apesar de não oferecer juros zero, a subvenção oferecida pelo Programa fará com que o produtor pague menos juros. “Se o produtor adquire um equipamento no valor de R$ 100 mil, ele receberá no ato um desconto de R$ 20 mil e pagará juros somente sobre os R$ 80 mil restantes”, exemplificou.

 

Para ter acesso ao programa, os produtores devem estar enquadrados nas regras do Feap e solicitar, na Casa da Agricultura do seu município ou o Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR) da região, a elaboração do projeto, informando ao técnico se o financiamento será feito pelo Banco do Brasil ou pela cooperativa.

 

O projeto será encaminhado, juntamente com a Declaração de Aptidão do Feap (DAF), emitida pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), e o Termo de Compromisso para análise do crédito.

 

O secretário de Agricultura e Abastecimento, Francisco Jardim, destacou a importância dos Programas, reforçando a linha de atuação da Pasta. “Apoiar o pequeno produtor e o agricultor familiar, dando-lhe condições de acesso a novas tecnologias para ampliar sua produtividade, crescer e se desenvolver por conta própria, é uma determinação do governador Márcio França para fortalecer a agropecuária paulista”, afirmou.

 

Por: Paloma Minke

 

Informações:

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069



Publicidade