Tecnologia e Manejo

20/07

APTA desenvolve software inédito para gestão de eventos agropecuários

APTA desenvolve software inédito para gestão de eventos agropecuários

 

Software inédito para gestão de eventos é desenvolvido pela Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Chamado de Sistema Offline de Eventos v 2.0, o programa de computador foi desenvolvido com bibliotecas de código aberto com licenças permissivas e teve certificado de registro concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). Em três anos de testes, o software reduziu em 42% o tempo de inscrição e em 77% a taxa de erros de emissão de certificados, além de elevar em 62% a categoria “ótimo” nas fichas de avaliação preenchidas pelos participantes de eventos realizados pela APTA.

 

O objetivo do Sistema Offiline de Eventos v 2.0 é reduzir o tempo gasto para as inscrições, ser de fácil operação, mesmo para usuários que nunca tiveram contato prévio com o software, disponibilizar gráficos com perfil e as cidades dos participantes, acompanhar em tempo real o preenchimento das vagas e oferecer emissão e correção de certificados de forma descomplicada.

 

“O sistema realiza todas as suas operações sem a necessidade de conexão com a internet ou intranet, o que é útil para eventos rurais e dias de campo, como os realizados pela APTA, em que as inscrições são feitas em tendas ou quiosques longe do alcance de wifi ou cabeamentos”, afirma Augusto Zonta, pesquisador da APTA responsável pelo desenvolvimento do sistema.

 

Desenvolvido para facilitar o gerenciamento de eventos realizados pela APTA e seus Institutos, o sistema inovador soluciona problemas e beneficiam centenas de cidadãos que são treinados ou capacitados pela APTA. Anualmente, a APTA e seus Institutos realizam treinamento de 58 mil produtores rurais, técnicos, profissionais e universitários por meio de cursos, dias de campo, workshops e simpósios. “A procura por informações oferecidas pela APTA é grande e muitas vezes o processo de inscrição torna-se lento, o que resulta em desgastes e falhas durante o preenchimento manual das fichas de inscrição”, explica Zonta.

 

Por três anos o software foi avaliado pela APTA, que o utilizou em diversos eventos, por diferentes usuários. Segundo Zonta, o design simples da interface foi fundamental para que o operador conseguisse realizar a inscrição do participante em tempo médio de 30 segundos. “A principio o fator tempo pode parecer de pouco relevância, porém quando multiplicamos o ganho pelo número de participantes, percebemos que houve redução total de 70 minutos a cada 100 inscritos. Isso se torna mais expressivo se considerarmos o total de pessoas treinadas anualmente pela instituição”, afirma o pesquisador.

 

Ao final do evento, os certificados são gerados em arquivo PDF para que possam ser impressos em qualquer equipamento, sem a perda da formação, ou enviados para o e-mail do participante. “Em situação real de trabalho, o sistema consegue criar 300 certificados entre 15 e 20 segundos, rodando em um hardware mediano. Com o uso das fichas de papel e confecção manual dos certificados, a taxa de erro era de 13%, o que gerava transtorno durante a entrega, verificação do nome, correção e reimpressão. Após a introdução do sistema, os erros cairam para 3%. Isso significa redução nas perdas de papel especial da gráfica na ordem de 100 unidades para cada mil participantes”, explica Zonta. Os certificados podem ser impressos com assinaturas duplas ou simples e são ordenados em ordem alfabética, para facilitar a distribuição.

 

A plataforma permite ainda visualizar o número de participantes cadastrados em tempo real e traça o perfil do público e cidades de origem. Segundo o pesquisador, o campo “Cidade” é muito importante, pois permite avaliar o efeito do trabalho das mídias na divulgação do evento e como o conteúdo apresentado foi semeado na região. Já o campo “Perfil” permite avaliar se o evento atingiu o público-alvo ou se as informações oferecidas dispertou interesse de um público diferente do esperado. “Ambos são de grande importância para a tomada de decisões gerenciais ou realização de eventos futuros mais focados nas necessidades do cidadão”, afirma Zonta.

 

O Sistema Offline de Eventos v2.0 foi inscrito na categoria “Melhoria dos Serviços Prestados ao Cidadão” da 12ª edição do Prêmio Mário Covas, promovido pelo Governo do Estado de São Paulo, que avalia anualmente iniciativas inovadoras dos servidores públicos estaduais e municipais. 

 

“Este software inovador desenvolvido pela APTA é muito importante para facilitar a transferência de conhecimentos e tecnologias para o produtor. O registro pelo Inpi é uma conquista importante dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NIT), uma ação incentivada pelo governador Geraldo Alckmin”, afirma Arnaldo Jardim, secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

 

Por Fernanda Domiciano

Assessoria de Imprensa – APTA

(19) 2137-8933

 



Publicidade