Tecnologia e Manejo

18/06

Hortitec 2019: Embrapa Hortaliças mostra pesquisas sobre sistemas de plantio direto e hortaliças não convencionais

Hortitec 2019: Embrapa Hortaliças mostra pesquisas sobre sistemas de plantio direto e hortaliças não convencionais

 

As pesquisas da Embrapa Hortaliças sobre o Sistema de Plantio Direto de Hortaliças serão apresentadas no espaço da Empresa na 26ª Hortitec – Exposição Técnica de Horticultura, Cultivo Protegido e Culturas Intensivas, que ocorre de 26 a 28 de junho, em Holambra (SP). Esse sistema conservacionista é uma prática agrícola que contribui para a conservação do solo e a economia de água, além de minimizar os efeitos das mudanças climáticas.

No mesmo espaço, o público terá acesso a algumas espécies de hortaliças que fazem parte das Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs), que têm, entre suas características, o crescimento espontâneo. Essas plantas chamam a atenção pelo valor nutritivo, pelo baixo custo de produção e, geralmente, estão vinculadas à tradição culinária de uma região. Algumas dessas PANCs eram consumidas desde tempos remotos por gregos e egípcios.

Conservação e produtividade: O Sistema de Plantio Direto é consagrado na produção de grãos e há vários anos a Embrapa tem realizado pesquisas para a recomendação do SPD no cultivo de hortaliças. Esse trabalho, promovido em parceria com empresas de assistência técnica e extensão rural e cooperativas, vem possibilitando a adoção do SPDH em áreas olerícolas da região sudeste e dos estados de Goiás, Santa Catarina, Paraná além do Distrito Federal. 

O SPDH se baseia em três princípios: rotação de culturas com a inclusão de plantas de cobertura, responsáveis pela produção de palhada; revolvimento localizado do solo, restrito a linhas ou covas de plantio; e a cobertura permanente do solo. A adoção do SPDH é recomendada para diferentes perfis de agricultores com a vantagem de conciliar elevados níveis de produtividade, redução nos custos de produção e a preservação do meio ambiente.

Uma questão fundamental na adoção desse sistema no cultivo de hortaliças é a escolha correta das plantas de cobertura. As pesquisas da Embrapa Hortaliças têm permitido indicar as mais apropriadas para as hortaliças brássicas (rúcula, couve, repolho, brócolis e couve-flor); cucurbitáceas (abóbora e melão) e solanáceas (tomate, berinjela, jiló, pimentão e pimenta) e para a cebola. Entre os benefícios que têm sido obtidos na adoção desse sistema estão redução de até 80% no uso de máquinas; aumento na matéria orgânica do solo; redução nos custos de produção; significativa economia na irrigação e redução dos picos de temperatura no solo. 

Pesquisa comparativa realizada em um período de seis anos mostrou que o sistema de plantio direto na produção de hortaliças acumula, por hectare de lavoura, cinco toneladas a mais de carbono no solo do que o sistema convencional. Esse dado permite inferir que o plantio direto é uma ferramenta capaz de mitigar as emissões atmosféricas de gases de efeito estufa pela horticultura. 

PANCs – A Embrapa Hortaliças mantém uma coleção de germoplasma de hortaliças não convencionais com mais de 50 espécies, o que permite uma rica variabilidade genética com a finalidade de conservação e de preservação dessas plantas. O pesquisador Nuno Madeira conta que as PANCs são encontradas em várias partes do mundo e existem espécies em praticamente todas as regiões do Brasil. Porém o desconhecimento da população sobre as possibilidades de uso e do potencial nutritivo impede que elas façam do hábito alimentar das pessoas. 

Na 26ª Hortitec, a Embrapa disponibilizará informações sobre plantas como a azedinha que, encontrada com mais facilidade do Rio Grande do Sul a Minas Gerais, é usada muitas vezes em substituição à alface e tem o diferencial de dispensar o limão na salada. O público conhecerá a capuchinha, que é uma das flores comestíveis mais consumidas no Brasil, com sabor levemente picante que lembra o agrião. A capuchinha é rica em carotenoides, especialmente luteína, um composto importante para a prevenção de doenças relacionadas à visão. Estarão expostas também plantas de amaranto e carurubeldroegamangarito, moringa e peixinho.

Serviço

26ª Hortitec - Exposição Técnica de Horticultura, Cultivo Protegido e Culturas Intensivas
Data: 26 a 28 junho de 2019
Horário: Dias 26 e 27, das 9h às 19h; e dia 28, das 9h às 17h.
Local: Estande da Embrapa no Recinto da Expoflora (Holambra/SP)

 

Gislene Alencar (MTb/MG 05653) 
Embrapa Hortaliças 

Contatos para a imprensa 
 
Telefone: 61 3385-9109

 

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)

www.embrapa.br/fale-conosco/sac/



Publicidade