Notícia

11/10

Rio Grande do Sul quer alterar calendário de vacinação contra febre aftosa

Rio Grande do Sul quer alterar calendário de vacinação contra febre aftosa

 

O Rio Grande do Sul vai solicitar ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a antecipação no calendário de vacinação contra febre aftosa. A medida tem como objetivo tornar o estado livre da doença sem a necessidade de imunização. A solicitação foi entregue pelo Secretário de Agricultura do Rio Grande do Sul, Ernani Polo ao secretário executivo do Mapa, Eumar Novacki.

 

O objetivo, de acordo com o secretário gaúcho, é verificar a execução das metas do plano estadual que cumpre cronograma do Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa, para que o Rio Grande do Sul avance em seu status sanitário atual de livre da doença com vacinação.

 

No início do mês, o ministério aprovou versão definitiva do Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), por meio da Portaria nº 116, publicada, no Diário Oficial da União. O conjunto de normas traz as ações que serão desenvolvidas nos próximos dez anos para o Brasil tornar-se área livre da doença sem vacinação a partir de 2023.

 

Datagro 



Publicidade