Notícia

25/10

Paraná estabelece normas para aumentar biosseguridade de suínos

Paraná estabelece normas para aumentar biosseguridade de suínos

 

Com o objetivo de garantir a biosseguridade das granjas de suínos no Paraná, a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) lançou um guia de práticas para os suinocultores. O objetivo do documento é garantir a prevenção e o controle de doenças infecciosas na criação desses animais.

 

Instituído pela portaria 265, a norma entrará em vigor em 17 de novembro. A partir daí os produtores terão um ano para adequação das granjas de produção de suínos comerciais. A Adapar, que também será responsável pela fiscalização das propriedades, está à disposição dos produtores para esclarecimentos e orientações.

 

Hoje, cada empresa adota seus critérios para biosseguridade, seguindo um padrão mínimo. Com a nova proposta, o Estado vai garantir maior qualidade sanitária para os rebanhos.

 

Como vai funcionar - Entre os principais pontos da normativa está a estrutura física das propriedades, que precisa ser avaliada. Cerca de isolamento, vestiários, embarcadouros e desembarcadouros, locais de armazenamento de ração e insumos, compostagem e a água fornecida aos animais são alguns dos itens regulamentados pela Adapar.

 

Com o fim do prazo de 12 meses para readequação, os proprietários que não tiverem efetivado as melhorias podem ser impedidos de alojar animais enquanto não respeitarem as orientações da Portaria. Entretanto, a expectativa da Adapar é que os criadores consigam adaptar as propriedades no prazo estabelecido, já que parte das granjas do Paraná já segue a maioria das exigências.

 

DATAGRO 



Publicidade