Notícia

02/04

Meio Ambiente aprova proibição do uso de cães na caça a javalis

Meio Ambiente aprova proibição do uso de cães na caça a javalis

 

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável aprovou o Projeto de Lei 9980/18 que pretende proibir e tornar crime o uso de animais na caça.

O texto, do deputado Ricardo Izar (PP-SP), acrescenta dispositivos na Lei de Proteção à Fauna (5.197/67) e na Lei dos Crimes Ambientais (9.605/98).

Em decorrência da proliferação descontrolada de javalis no Brasil, a caça dessa espécie exótica, trazida ao País no início dos anos 1980, está permitida desde 2013 pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

De acordo com Izar, estudos demonstram que o uso de cães é ineficaz nesse tipo de caça.

Para o relator, deputado Nilto Tatto (PT-SP), os cães de caça são submetidos a tratamento criminoso, que infringe as cinco liberdades do bem-estar animal:
- de fome e de sede;
- do desconforto;
- da dor, dos ferimentos e das doenças;
- para expressar o comportamento natural; e
- liberdade do medo e da angústia.

“A fiscalização do Ibama resulta em repetidos flagrantes de maus-tratos, com apreensão de cães em situação de sofrimento, cansaço e fome”, disse Tatto. Os animais são transportados em gaiolas pequenas e comumente apresentando perfurações resultantes do confronto com os animais caçados.

Tatto afirmou que os cães acabam confundindo os javalis com outras espécies de suínos nativas do Brasil, como o cateto e a queixada, que estão em risco de extinção.

Tramitação
A proposta ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Tiago Miranda 
Edição – Roberto Seabra

 



Publicidade