Notícia

16/03

Ivo Cassol comandará Comissão de Agricultura até 2018

Ivo Cassol comandará Comissão de Agricultura até 2018

 

O senador Ivo Cassol (PP-RO) é o novo presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). Ele foi eleito para o biênio 2017-2018 nesta quarta-feira (15) por aclamação, após ser indicado pela liderança do PP. O vice-presidente da comissão é o senador Valdir Raupp (PMDB-RO). Para Cassol, o agronegócio é uma das atividades que mantêm a economia do país em tempos de crise.

— Tenho certeza de que vou poder contar com Vossas Excelências para que a gente possa fazer o melhor possível, uma vez que, hoje, o Brasil ainda se encontra em um momento de crise, mas estável graças ao agronegócio, graças ao homem do campo, de mão calejada, que vai de sol a sol e acredita naquilo que faz — afirmou.

Sobre os trabalhos da comissão, Cassol disse que sua intenção é cumprir os prazos para a apresentação de relatórios e garantir que os projetos não fiquem nas prateleiras. O senador também propôs fazer as reuniões deliberativas sempre às quartas-feiras, às 14h30, para garantir o quórum para as votações. Segundo o senador as manhãs já estão ocupadas com reuniões de outras comissões e muitos senadores não conseguem participar de todas por causa dos horários coincidentes.

Os demais senadores argumentaram que seria melhor marcar as reuniões para as 14h, já que a Ordem do Dia começa às 16 horas no plenário e pode forçar a comissão a encerrar as votações. A sugestão foi aceita pelo presidente. As outras reuniões, como, por exemplo as de audiências públicas, devem ser feitas em dias sem sessões deliberativas.

Perspectivas

A eleição do presidente marcou o início dos trabalhos da Comissão de Agricultura em 2017. Ao cumprimentar o novo presidente, os senadores expuseram os assuntos que gostariam de discutir durante o ano.

Pedro Chaves (PSC-MS) citou o problema de seu estado, o Mato Grosso do Sul, com o escoamento da produção e pediu um trabalho conjunto da CRA com a Comissão de Serviços de Infra-Estrutura (CI) para discutir o tema.

Lasier Martins (PSD-RS) fez um apelo para que a comissão não seja dominada apenas pelos assuntos da Região Norte, já que vários integrantes são da região. O senador lembrou que, no Sul, a agropecuária é uma atividade importante. Cassol garantiu que dará tratamento isonômico às regiões.

Dalírio Beber (PSDB-SC) disse que fará um requerimento de audiência pública para discutir um decreto do presidente da República que retira do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento a discussão sobre a atividade pesqueira. Agora, o tema será de responsabilidade do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Para o senador, a mudança pode significar um retrocesso.

 

Agência Senado



Publicidade