Notícia

10/11

Estoque de milho apresenta maior alta no primeiro semestre de 2017

Estoque de milho apresenta maior alta no primeiro semestre de 2017

 

Com aumento de 56%, o estoque de milho apresentou o maior acréscimo proporcional em relação ao primeiro semestre de 2016, totalizando 13 milhões de toneladas. No mesmo período do ano passado, o estoque registrado foi de 8,4 milhões de toneladas. Os dados são da Pesquisa de Estoques, divulgada hoje pelo IBGE.

 

Além do milho, quatro dos principais produtos tiveram alta. O estoque da soja representou o maior volume absoluto: 34,9 milhões de toneladas, um aumento de 47,2% em relação ao mesmo período de 2016. Já o trigo apresentou estoque de 2,4 milhões de toneladas; o arroz, 4,9 milhões e o café, 898,4 mil toneladas, aumentos de, respectivamente, 55,2%, 29,4% e 7,3%.

 

 

"As boas condições climáticas favoreceram a obtenção de safras elevadas de grãos como o milho e a soja", destaca a gerente da pesquisa, Adriana Mendes. A alta nos estoques também é explicada pela lógica de produção do mercado. "De maneira geral, parte das safras é comercializada de modo antecipado com o fim de financiar a aquisição de insumos e o processo produtivo", frisa.

 

Texto: João Neto
Arte: J. C. Rodrigues
Imagem: Pxhere



Publicidade