Notícia

10/11

Condições climáticas desfavoráveis podem afetar safra de 2018

Condições climáticas desfavoráveis podem afetar safra de 2018

 

Em 2018, a safra brasileira de grãos deve ser de 220,2 milhões de toneladas, valor 8,9% menor do que o previsto para este ano (241,6 milhões de toneladas). É o que mostra o primeiro prognóstico de 2018, divulgado hoje pelo IBGE.

 

De acordo com a pesquisa, essa queda deve acontecer, principalmente, nas produções de milho (14,3 milhões de toneladas a menos) e de soja (7,2 milhões de toneladas a menos), devido a condições climáticas não tão favoráveis quanto as apresentadas para a safra de 2017, quando houve um prolongamento das chuvas nas principais regiões produtoras.

O pesquisador do IBGE, Carlos Antônio Barradas, explica que a preparação do solo para o plantio do que vai ser colhido no ano que vem começa no mês de setembro, assim que acaba o inverno e iniciam as primeiras chuvas. Mas como neste ano o inverno foi muito seco e as chuvas demoraram a chegar nas principais regiões produtoras, esse procedimento está atrasado.

“A soja e o milho primeira safra estão sendo plantados só agora e vão ser colhidos nos primeiros meses do ano que vem. Após a colheita é que vem plantio do milho segunda safra. Mas com o atraso do plantio da safra verão, a janela de plantio da segunda safra vai ficar mais apertada, o que pode resultar em uma produção menor”, diz.

Para amezinhar os problemas climáticos, muitos produtores vêm aproveitando o aumento da intensidade das chuvas da segunda quinzena de outubro e estão fazendo o plantio da safra à noite e na madrugada.

Texto: Mônica Marli
Imagem: Jonas Oliveira/Agência Brasil 
Gráfico: Valberto Alves



Publicidade