Notícia

26/06

Boi Gordo: Poucos vendedores, frigoríficos ofertam preços menores

Boi Gordo: Poucos vendedores, frigoríficos ofertam preços menores

 

Alguns frigoríficos estiveram com as compras abertas na manhã de sexta-feira, dia 22, apesar do jogo do Brasil, mas no começo da tarde ainda não havia relato de negócios fechados. As escalas de abate atendem em média cinco dias úteis.

 

Na verdade, ninguém contava mesmo com as compras para completar essas programações. Alguns compradores aproveitaram essa condição de debandada de vendedores para ofertar preços menores e testar o mercado.

 

A ideia desses agentes é “acostumar o mercado” com preços menores. Apesar dessa condição para o mercado, no norte de Mato Grosso e do Tocantins, frigoríficos de grande porte melhoraram as ofertas de compra.

 

A semana terminou com a margem da desossa nos maiores patamares desde novembro de 2017. Situação que não se repete quando o mix de venda é composto com a carcaça, que entrega receita 14,3% maior que o preço da arroba. Há duas semanas estava em 24,8%. Sendo esse produto mais sensível à variação de demanda, o comportamento indica que o consumo não está estimulante.

 

Fonte: Canal Rural



Publicidade