Agrovídeo

11/05

Vídeo Dia de Campo na TV: Como evitar a síndrome da morte da braquiária

 

A síndrome da morte da braquiária, também chamada de morte súbita, um mal conhecido desde a década 90, quando começou a ocorrer no estado do Acre. Ela acomete, sobretudo, as pastagens com a Brachiaria brizantha cv. Marandu (braquiarão ou brizantão). O problema é comum na região Norte do país e em áreas do Centro-Oeste mais próximas da Amazônia, como o norte de Mato Grosso, locais com um regime intenso de chuvas, passando dos 2.000mm anuais. Também ocorre em solos mal drenados ou de baixa permeabilidade, com ocorrência de alagamento ou encharcamento do solo, reduzindo a oxigenação das raízes do brizantão.

Produção: Embrapa Informação Tecnológica e Embrapa Agrossilvipastoril
Responsável pelo conteúdo técnico: Bruno Carneiro e Pedreira - Pesquisador
Produção e Roteiro: Gabriel Rezende Faria - Jornalistas
Cinegrafista: José Alves Tristão/ Rogério Monteiro
Editor de imagem: Sérgio Figueiredo
Editor de arte: Joniel Sergio
Contatos: (66) 3211 4227
www.embrapa.br/agrossilvipastoril
agrossilvipastoril.imprensa@embrapa.br



Publicidade