Agrovídeo

10/03

Plantar em Casa: PITAYA em Casa - Polinização Manual 03

 

Terceira parte de um Turismo fantástico no planalto da cidade Turística de São Roque já famosa por suas uvas e alcachofra agora conta também com outra opção a Pitaya, conheçam a Dona Maura e suas experiencias , aprenda como fazer a polenização da Pitaya manualmente. face para mudas https://www.facebook.com/mudasdepitaya/ Localização https://goo.gl/maps/jsWc6VB9KRC2 Que planta é essa muito parecida com o pé de pitaia, inclusive a flor? Ou será que é pitaia e as flores não foram polinizadas, por isso não produziu frutos? Fábio Sussel, de Pirassununga (SP) A planta é uma pitaia da espécie Hylocereus undatus, cuja autopolinização espontânea é de até 10%. Sem polinizadores naturais por não ser nativa daqui, a espécie exótica ainda tem um tamanho pequeno e posição dos órgãos reprodutivos que dificultam o trabalho das abelhas europeias e africanizadas. Assim, na ausência de polinizadores, é indicada a realização de polinização manual, que pode ser feita na mesma flor ou entre flores diferentes da mesma planta ou de exemplares distintos, com sucesso de pegamento entre 60% e 100%. Com os próprios dedos, toque os estames – órgãos masculinos correspondentes às estruturas filamentosas encimadas pelas anteras produtoras de pólen, que ficam no fundo da flor –, e, posteriormente, o estigma – órgão feminino parecido com uma estrela, que fica próximo da entrada da flor. No procedimento, também pode ser usado um pincel pequeno, no qual o pólen de cor amarelada no estame fica aderido para ser transferido para o estigma. Fique atento quanto ao clima, pois a ocorrência de chuva após a polinização tende a diminuir a taxa de pegamento da frutificação. Poder antioxidante e propriedades anti-inflamatórias: Claudia explica que a pitaya é rica em compostos antioxidantes que possuem propriedades anti-inflamatórias, atuam na prevenção do câncer e do risco cardiovascular. A nutricionista Patrícia ressalta que a fruta, que conta com licopeno e caroteno, tem a capacidade antioxidante de prevenir o envelhecimento celular e, consequentemente, o surgimento de doenças. 2. Auxílio no tratamento do diabetes: Patrícia destaca que a pitaya é rica em fibras solúveis que retardam a absorção do açúcar e, portanto, auxiliam no tratamento do diabetes mellitus. Leia também: 7 bons motivos para incluir kiwi na sua alimentação diária 3. Mais saciedade: Claudia lembra que, ainda devido à grande quantidade de fibras solúveis, a pitaya ajuda a promover sensação de saciedade, podendo ajudar no processo de emagrecimento. 4. Melhora do trânsito intestinal: Patrícia destaca que a presença de fibras também ajuda no trânsito intestinal. E, conforme acrescenta Claudia, a fruta estimula o crescimento da microbiota intestinal (flora intestinal). 5. Redução do colesterol: as nutricionistas explicam que a fruta ajuda a controlar os níveis de colesterol, evitando assim problemas associados ao colesterol elevado. 6. Fonte de micronutrientes importantes: Claudia explica que a pitaya, além de ser fonte de fibras e carboidratos, é rica em micronutrientes, como cálcio, fósforo, potássio e vitaminas, que colaboram para a saúde dos ossos e dentes, na contração muscular e na produção de células vermelhas, além de compostos como o licopeno (encontrado no tomate) e caroteno (encontrado na cenoura). 7. Bom funcionamento do organismo: a pitaya contribui, de forma geral, para o bom funcionamento do organismo. “Apresenta compostos antioxidantes (polifenóis) e prebióticos (oligossacarídeos) que auxiliam no bom funcionamento do organismo, proporcionando melhora no sistema imunológico, regulação do trânsito intestinal, etc.”, explica Claudia. Leia também: Ágar-ágar ajuda no emagrecimento e substitui a gelatina em receitas vegetarianas 8. Ajuda no processo de destoxificação: a nutricionista Claudia comenta que as fibras solúveis, presentes na fruta, podem também auxiliar na digestão e no processo de destoxificação, por minimizar os efeitos de substâncias tóxicas ao corpo, como metais pesados (chumbo, alumínio, cádmio, mercúrio, entre outros). 9. Versatilidade: saborosa, a fruta pode ser consumida em sua forma natural, em sucos, sorvetes, geleias e outros preparos. 10. Pouca caloria: Claudia lembra que a pitaya possui baixo teor calórico, podendo ser grande aliada em dietas de emagrecimento. Se você ainda não conhecia, agora tem bons motivos para experimentar a pitaya e incluí-la na sua alimentação! Importante, se inscreva no canal e curta o vídeo para ajudar nosso trabalho, clicando no sininho você recebera todas os vídeos quando forem publicados. no canal Plantar e Cultivar em Casa Aprenda visitando nosso portal https://www.plantaremcasa.com/ Ajude o canal visitando nossa loja e adquirindo produtos #pomar #horta #flores #jardim #orquideas #plantar #plantaremcasa #adubo #organico #uva #verduras #panc #natureza #sustentavel #educaçãoambiental https://www.youtube.com/channel/UCmRM...



Publicidade